Por onde anda: John Deacon

Pois é, onde quer que seja o local, que ele esteja em paz consigo mesmo, pois uma estrela do rock mundial como Deacon, é difícil de sumir totalmente, pois sempre haverá alguém com um celular ou máquina fotográfica por aí … Prefiro pensar que ele quis mesmo se aposentar, tirar um tempo pra ele, e fugir dos holofotes. Acredito que ele foi o membro da banda que mais sofreu com a morte de Freddie Mercury, e por algumas vezes se mostrou contra o caminho do Queen. Ele não aceitou bem a ideia de outro vocalista para o Queen. Até onde sei ele não dificultou a vida da banda, tanto que liberou a papelada, e vive dos lucros da banda. Vou ser sincero, já tentei algumas vezes assistir ao DVD do Queen com Paul Rodgers, não dá … desculpa eu travo geral e não consigo nem sequer por um segundo, para de pensar no Freddie, e no momento que surge essa comparação, a coisa complica. Não dá, pra minha cabeça não rola, desculpa Brian e Roger Taylor. Olha, pesquisei bastante e essa á a foto mais recente que encontrei, é de 2011, ele é o cara mais a esquerda da foto… Humm, a foto parece ser de uma fonte confiável, é de um fã clube do Queen, mas tem outra de 2008/9, no casamento de um de seus filhos.  Outros boatos que circulam na internet nem vou postar aqui, são boatos. Curti momentos muitos felizes na minha vida ao som do Queen, e Deacon era uma peça importante na banda. Ele também compôs alguns sucessos do Queen como, “I Want to break Free”, “You’re my best friend” e “Another One Bites The Dust”.

E é com Another one bytes de Dust, que quero lembar de Deacon, o eterno baixista de uma das maiores bandas desse planeta . Abaixo vídeo, grande baixo nesse som. Valeu Deacon.
Anúncios

A história de Steve Harris no livro – "The Clairvoyant"

Um dos mais conhecidos sites de fãs de IRON MAIDEN, MaidenCroatia.com, orgulhosamente apresenta um livro por Stipe Juras, um dos seus membros fundadores e um jornalista de música de longa data e um escritor, que descreve, pela primeira vez na história, a vida do músico lendário e metal Iron Maiden fundador Steve Harris. O livro é chamado “Steve Harris – The Clairvoyant” e foi liberado apenas em Inglês e croata, e uma edição em Português está sendo preparada para os mercados brasileiro e Português (que deve sair em agosto).

A descrição oficial do livro:

Esta é a história de Steve Harris, baixista e fundador do Iron Maiden, contada a partir de memórias e histórias de seus fãs, amigos, colegas e familiares, uma história quente e interessante de um homem que corajosamente seguiu sua visão. Não é uma biografia no sentido clássico, mas não segue a vida de Steve em ordem cronológica, é mais de uma conta dele a partir das perspectivas de todos os entrevistados.

“Steve Harris – O Vidente” está disponível para encomenda no site do autor na Internet via PayPal. Pode ser enviado no mundo. Uma série de 55 cópias especial, intitulado “Edição de Aniversário”, comemorar o aniversário de 55 Steve Harris foi vendida em questão de dias, mas o autor pretende vender exatamente 666 cópias de capa dura do chamado “Number of the Beast” edição, contendo um CD bônus com entrevistas em áudio com o DJ Neal Kay, a pessoa que ajudou Maiden fazem o seu caminho para o estrelato, e Dave Lights, seu lendário designer de iluminação a partir da década de 80. O livro tem 300 páginas, formato A5.

Algumas das pessoas que foram entrevistadas para o livro são Dean Karr, Keith Wilfort, Paul Di’Anno, Dennis Stratton, Clive Burr, Neal Kay, Markus Grosskopf, Blaze Bayley, Mike Kemp, Lauren Harris, Paul Anthony Quinn, Slaven Bilic ( ex-West Ham jogador e treinador da equipe croata de futebol), e muitos mais. Os primeiros exemplares do livro apenas ter sido enviado e já algumas pessoas sobre a placa oficial do Iron Maiden foram mais do que feliz com o que leram.

Stipe Juras não está planejando que este seja o único livro – ele já anunciou seus planos para escrever livros semelhantes em cada membro Maiden. Seu próximo livro, “Stranger In A Strange Land”, que aborda a vida e a carreira de Adrian Smith, estará disponível para pré-encomenda a partir de Dezembro de 2011.

Agora, o autor está em processo de negociação com os agentes dos EUA para a emissão de livro sobre o mercado dos EUA e Canadá em versão de bolso. Esta versão de capa dura, com CD bônus é estritamente limitada a 666 cópias e nunca será reimpresso no mesmo formato.